O Glúten Afeta ao Cérebro?

O Glúten Afeta ao Cérebro?

Existe pessoas que depois de comer tem a sensação de que no seu cérebro há uma espécie de neblina, não se concentram nem pensam com claridade. Em geral,sentem se como se tivessem consumido droga, alguns pensam que são indícios de uma doença mental, como a demência, o glúten afeta ao cérebro? É a grande pergunta

Em alguns casos, detrás destes sintomas e incómodas, que se repetem durante anos, se oculta uma intolerância ao glúten, devido que o glúten é mais prejudicial para a saúde do que nós pensamos.

Glúten culpável de doenças?

Existe muita informação sobre a demência senil, a doença do Alzheimer ou o transtorno de deficit de atenção (ADHD). Mas é muito difícil encontrar informação sobre o glúten ou a doença celíaca, e também sobre o modo em que os alimentos com glúten confundem ou assombram o cérebro de uma pessoa que está afetada pela sensibilidade ao glúten ou a doença celíaca provocando falta de atenção e claridade mental.

O facto de que o cérebro este aturdido não tem nada a ver com os sintomas próprios da doença de Alzheimer, nem com a demência, a depressão nem outras doenças mentais, a pesar da semelhança que pode tem entre os sintomas.

gluten e doenças

A medicina tradicional não presta suficiente atenção ao sintomas que pode provocar o glúten no nosso corpo

O Glúten pode produzir confusão mental?

Há muitas pessoas que passam muitos anos da sua vida em uma espécie de neblina mental, não são capazes de concentrarse, nem podem processar a informação ou os seus estudoa de forma correta. Esta situação pode ocorrer várias vezes ao dia e mmais, mas também não se conhecem as causas desto.

gluten falta claridade mental

Pode que as moléstias devam-se aos alimentos que consumes, como podem ser uma proteína incluida no pão do pequeno-almoço ou na pasta do almoço ou do jantar. 

O Glúten turva o cérebro?

Todos os alimentos que contém gluten procedem de grãos de cereais. O glúten é uma proteína que se encontra, na maioria dos caso, em cereais como o trigo, o centeio, a aveia e a cevada. O glúten pode desencadear, sobre tudo nas pessoas mais sensíveis, os sintomas descritos.

Isto é devido a certas reações no cérebro que alteram o delicado equilibro das hormonas e de certo elementos químicos.

Como resultado de tudo isso, podem produzir diversos problemas psicológicos, mas que, na maioria dos casos podem causar simplesmente confusão mental depois de cada comida na que se a ingerido glúten.

neblina mental gluten

Muitos casos essa especie de neblina mental procede de uma intolerância ou alergia ao glúten

Glúten, a droga do trigo

O glúten é muito difícil de digerir. Em muitos casos não se descompõem os  aminoácidos por completo no intestino. Estes fragmentos de proteínas se denominam péptidos e, dependo da mucosa intestinal, ao chegar ao torrente sanguíneo podem alterar a outras substâncias próprias do organismo, como as endorfinas, que tem funções importantes no cérebro e estão implicadas na dor, na felicidade ou no controlo do apetito.

peptidos gluten

Estes péptidos conhecem com o nome de péptidos de glúten ou péptidos opiáceos. A palavra “opioide” procede do término “opio”, e obedece aos efeitos de estes péptidos sobre o sistema nervoso central

Efeitos da intolerância ao Glúten

Os péptidos de glúten podem desencadear em reações alérgicas que manifestam com a inflamação. Ao contrario do que sucede com a picadura de um inseto, na que a inflamação é visível com claridade em alguma parte do corpo, no caso da inflamação produzida pelo glúten no intestino, está mais oculta e não se identificam habitualmente suas causas.

Nos casos que a alergia ao glúten causa inflamação no cérebro, faz que sejam ainda mais difícil descobrir. O tecido cerebral, ao contrario do que sucede com a pele, não manifesta dor, picor, ou inchaço.

gluten afeta cérebro

Esta inflamação alérgica que produz os péptidos do glúten no cérebro são muito subtis, pelo que este problema é muito difícil de detetar

Intolerância ao Glúten e falta de ferro

Embora a intolerância ao glúten tem o seu origem no intestino. Os seus sintomas não limitam-se unicamente a indigestão, se não que não podem adoptar  forma de uma fatiga crónica com causa, aparentemente, desconhecida. Em outros casos, a sensibilidade ao glúten pode causar muitas mais moléstias, como anemia e fatiga constante procedente da falta de ferro.

A mala absorção de ferro costuma ser o resultado de uma alergia ao glúten. Nestes casos, quando se elimina o gluten da dieta, o ferro que se absorve corretamente de novo e a anemia desaparece.

gluten afeta cerebro

A sensibilidade ao glúten também produz os efeitos contrários a fatiga, e desencadeia nervosismo crónico. Os problemas na pele e os dentes podem ser a causa de uma alergia ao glúten. 

Que efeitos tem sobre o nosso organismo a intolerância ao Glúten?

Deficiência de ácido no estômago

Uma má digestão da proteína do glúten e uma deficiência do ácido gástrico pode revelar a alergia ao glúten ou a doenças celiaca. Também pode produzir diferentes efeitos, entre os que incluem os efeitos secundários derivados de tomar de forma habitual fármacos que iniben a produção de ácidos no estômago.

Por outra parte, a falta de zinco e vitamina B6, também pode originar uma deficiência de ácido no estômago. Em ocasiones, a acidificação ou acidez do estômago pode ser a determinadas dietas pouco saudáveis ou uma doença celíaca subyacente.

Mucosa intestinal danificada

Quando não existe suficiente ácido no estômago, as partículas de glúten dirigem-se de forma incompleta, pelo que as mesmas não são capazes de passar a mucosa do intestino e, assim se produz o dano no revestimento intestinal. Este problema pode produzir se durante anos, sem que o paciente saiba as causas que o produzem.

As principais causas de uma mucosa intestinal danificada procedem de uma flora intestinal débil, devida a um consumo excessivo de antibióticos, laxantes ou outros medicamentos, uma tensão elevada, ou a hábitos alimentares pouco saudáveis, que favorecem os processos inflamatórios crónicos, como uma deficiência de ácidos gordos de ómega- 3 ou um estilo de vida onde a atividade física esta pouco presente, escasso de  luz solar ou um desequilibro hormonal.

cereais gluten

O glúten produz os efeitos descritos nos pontos 1 e 2 precedentes. Os cereais que contém gluten também favorecem a acidificação crónica e danificam a flora intestinal

Dieta livre do Glúten favorece a claridade mental

Dado que aquelas pessoas que tem a doenças celíaca ou uma especial sensibilidade ao glúten sofrem os problemas descritos anteriormente, resulta útil seguir uma dieta livre de glúten, assim pode comprovar quais são os efeitos reais sobre o organismo.

Só  deste modo é possível averiguar se este problema de falta de energia ou de concentração se deve a  intolerância ao glúten. Para fazer esta prova de forma rigorosa deve levar a cabo durante ao menos quatro semanas nas que não se deve de ingerir nenhum alimento com glúten. Esta prova pode ser realizada em crianças, para valorar se sofrem de intolerância ao glúten.

dieta sem gluten

No caso que o mau-estar se deva a algum tipo de alergia ao glúten, podes comprovar que após eliminar da tua dieta pensas com mais claridade e aumenta ,mais a tua capacidade de aprendizado e de concentração. Igualmente pode melhorar o teu estado de animo e, assim pode desaparecer a tua confusão mental

Coloca em pratica uma Dieta Sem Glúten

O glúten se encontra nos cereais mais comuns, como o trigo, o centeio, a cevada, a aveia, e os derivados destes alimentos em qualquer forma de elaboração (produtos assados, de pastelaria, pasta, farinha, pão, tartes, bolachas, pasteis, etc.).

Mas, não devemos esquecer que o glúten está presente em muitos produtos pré-cozinhados e elaborados (sopas, molhos, sobremesas, doces, etc.) e que há muitas farinhas que o contém como aglutinante, pelo que se deve evitar consumir este tipo de alimentos se quer levar uma dieta livre de glúten.

frutas

 

Alimentos sem Glúten

Como seguir uma Dieta Sem Glúten?

Seguir uma dieta celíaca ou sem glúten não é difícil, só requer um pouco de disciplina:

  • No lugar de usar farinha de trigo, podemos usar outro tipo de farinha, como a do trigo sarraceno , de milho ou mijo. Se queres elaborar algum tipo de pastel ao forno, deves escolher farinhas especiais já que a farinha livre de glúten carece da capacidade para aglutinar os ingredientes.
  • No lugar do pão de trigo ou centeio, opta por o pão integral de milho, mijo, arroz integral ou pão integral de trigo sarraceno.
  • Substitui o macarrão tradicional por macarrões de trigo sarraceno, de milho ou de soja.
  • Para o pequeno-almoço substitui os cereais de aveia por cereais ou flocos sem glúten.
Quando fores as compras, preta muita atenção no rótulo dos alimentos ou compra aqueles estão catalogados como produtos sem glúten. Ao mesmo tempo, vigia a tua saúde intestinal e qualquer perturbação que possa afetar á mucosa do intestino e coloca remédio quanto antes realizando, incluso, uma limpeza de cólon se fosse necessário.

Entradas Relacionadas

Valoração de Como o Glúten Afeta ao Cérebro

Confusão mental - 100%

Relação com o ferro - 100%

Livre de Glúten claridade mental - 100%

Seguir uma dieta 'Glúten Free' - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Content Protection by DMCA.com
Confira também
receitas fitness quarentena
As Melhores Receitas Fitness para passar a Quarentena

São momentos para ficar em casa, já seja estudando, teletrabajando ou simplesmente cuidando dos mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *