Astenia Primaveral: O que é, Como pode afetar?

Astenia Primaveral: O que é, Como pode afetar?

Já te ocorreu que com a chegada da primavera é sinonimo de cansaço, tristeza, fatiga e até debilidade física e psíquica? Em principio não tens porque preocupar. É mais comum do que tu pensas e um transtorno passageiro que começa com a chegada dessa estação. Vamos falar neste post tudo que precisas saber sobre a Astenia Primaveral.

astenia primaveral

O que é Astenia Primaveral?

A astenia é um término clínico que significa “cansaço”. Em particular, não é uma doença mas sim de um sintoma que pode ser por doenças orgânicas ou psicológicas, como a outras causas, entre as que destacam o stress ou o excesso de trabalho.

O normal é que um 2% da população pode sofrer de “cansaço” ou “astenia” que coincide com a mudança da estação de inverno para primavera. Esta sensação pode aparecem em conjunto com outras manifestações.

O que nos estamos referindo, é de um transtorno muito molesto que incluso pode afetar as funções inteletuais, como a perda de memoria, a concentração ou o estado de alerta.

Isso sim, a astenia primaveral não deve preocupar em excesso, já que se trata de uma sintomatologia de caráter leve e passageiro, que costuma reemitir alguns dias, sem precisar de nenhum tipo de tratamento. Embora estes sintomas, que abordaremos no seguinte apartado, podem parecem aos da depressão, se diferenciam que os sintomas da depressão aguda são muito mais severos e graves.

Astenia 1

Quais são os sintomas e causas?

Ainda existe a discussão sobre a astenia primaveral, deve considerar ou não como um quadro patológico a tratar. Com independência de qual seja a resposta final a esta questão, se considera que trata-se de um transtorno adaptivo, más o certo é que chega a primavera e são muitas as pessoas que apresentam alguns dos sintomas associados com a astenia

Sintomas que faz que estes alerta

Estes são os principais sintomas da astenia primaveral!

  • Sonolência e cansaço durante o dia.
  • Falta de energia.
  • Alterações do sono e dificuldade para conciliar.
  • Ansiedade.
  • Irritabilidade.
  • Falta de apetite.
  • Diminuição da libido.
  • Enxaquecas.
  • Falta de motivação.
  • Problemas de concentração.
  • Hipotensão arterial.

É possível que estes perguntando quanto dura os sintomas da astenia primaveral. Pois bem, partimos da base de que o tempo do nosso organismo demora em acomodar a uma nova situação varia de umas pessoas a outras.

Em términos gerais, podemos dizer que em umas 2 semanas  já exista um processo de adaptação ou os sintomas tenham diminuídos.sintomas astenia primaveral

Causas da Astenia Primaveral

Ainda não sabemos muito bem quais são as causas exactas da astenia primaveral. É mais, este transtorno nem não conta com o aval de nenhuma evidencia científica, más sim existe explicações ao respeito.

Nesta linha, acredita-se que uma das caudas que pode explicar este fenómeno é a mudança meteorológico produzido em cada estação. De acordo com esta teoria, nosso corpo deve adaptar-se as novas condições da temperatura e luminosidade, ao que devemos adicionar mudanças na humidade e na pressão atmosférica.

Ao mesmo tempo, pode que exista também uma relação com a mudança de horário, na medida que supõem em dormir uma menos e mudar os horários das refeições, do trabalho e de outras atividades.

Alguns profissionais apontam igualmente a que a astenia primaveral pode ser consequência de uma diminuição das endorfinas, as que são chamadas “hormonas da felicidade”, embora carecemos de estudos que podem demonstrar certa relação.

Aparte, a combinação da chegada da primavera com outras patologias como pode ser a alergia ao pólen, em ocasiões que podem chegar a representar um cóctel que da lugar aos sintomas próprios da astenia primaveral.

Estes efeitos, estão presentes entre um 20 e um 25% da população que sofre rinitie alérgica e a inflamação é possível que provoque fatiga e desmotivação. Certas investigações indicam que tanto a alergia como o processo inflamatório são capazes de interferir com a produção de certos neurotransmissores. Não faltam hipótese que mostram uma relação entre o sistema imune e a produção da serotonina.

Por último devemos falar que imprescindível seguir uma dieta equilibrada, como vamos a ver no seguinte ponto, os efeitos de que não aprecem carências nutricionais que agravam a situação.

astenia-2

6 pautas básicas para prevenir

Sim, a boa noticia é que se pode prevenir. Para isso o ideal é que continues com um estilo de vida ordenado para o fortalecimento do teu organismo e defensas. Se actuas assim, estarás evitando que os factores exógenos cheguem a minara tua energia.

Anota estas 6 pautas básicas para prevenir!

  1. Segue uma dieta equilibrada. Essa dieta deve ser variada e deve ser rica em vitaminas e minerais. É importante que ingeras verduras e legumes e que combines com cereais (arroz, pasta, batatas, etc.). Não esqueças dos alimentos de origem animal (peixes, carnes e ovos). De forma específica, existem alimento que favorecem a produção de serotonina, como podem ser a dos cereais integrais, o peixe azul, azeite de oliva, as nozes, os queijo frescos e as sementes de girassol. 
  1. Mantém o corpo hidratado. Bebe um mínimo de dois litros de água diários, que além disso podes complementar com sumos e infusões.
  1. Intenta dormir um mínimo de 8 horas diárias. Esta é a recomendação estandarte, deves optar por dormir um mínimo de 8 horas ou as que sejam necessárias para que te sintas descansado. 
  1. Adopta um ritmo de vida ordenado. Procura manter uns horários estáveis para dormir e levantar, assim como para as refeições. 
  1. Pratica exercício moderado. O idóneo é fazer ao menos durante 30 minutos diários. As atividades ao ar livre em plena natureza são os mais recomendáveis, ajuda a recuperar energia e com uma melhor pré-disposição para a vida quotidiana.
  1. Não fumes. Também não deverias beber bebidas alcoólicas, nem abusar do café nem das bebidas excitantes.
Pode ocorrer que, a pesar de que sigas essas pautas, a astenia primaveral faz acto de aparição. Por isso, a continuação vamos recomendar uma série de remédios e suplementos para que possas fazer frente a este estado.

Remédios e suplementos que ajudam a combater

Não perdas de vista que existem certos suplementos alimentares que podem ajudar a combater determinado sintomas da astenia primaveral.

Estes são os principais!

  • Multivitamínicos. Muito recomendados devido que ajudam a que protejas o teu corpo de qualquer deficiência de vitaminas ou minerais dos que resultam essenciais para a saúde.
  • Ácidos Gordos Ómega 3. Aportam multitude de benefícios para a saúde. De facto, existem certos estudos que relacionam uma maior ingesta de ácidos gordos poli-insaturados Ómega-3 com uma redução da inflamação, assim como com os menores sintomas de fatiga. Aparte, promovem a saúde cardiovascular, reforçam o sistema imune e favorecem o funcionamento do sistema nervoso.
  • Guaraná, Extrato de Chá verde, Ginseng ou Maca. Estas são algumas das substâncias naturais com propriedades energizantes que estimulam o nosso metabolismo e nos fazem estar mais activos.
  • 5-HTP. Muito beneficioso também para o tratamento de forma natural dos transtornos do sono e da depressão já que trata-se de um composto químico precursor dos neurotransmissores serotonina e melatonina a partir de triptófano.
astenia 3

Alimentos recomendados, alia-se com eles!!

Na primavera, o nosso organismo necessita um forte empurrão de energia, pelo que não deveria faltar na tua mesa os legumes e os cereais integrais, que aportam energia de um modo prolongado.

Por isso, te recomendamos a ingesta habitual de:

  • Um bom prato de lentilhas que é um substituto dos cereais refinados, o arroz e a batata. Além disso, constituem uma extraordinária fonte de fibra, de vitaminas do grupo B e dos minerais como o ferro.
  • Este superalimento, rico em fibra, magnésio, ácido fólico, fósforo e manganésio, de acordo com alguns científicos, é o cereal com maior valor proteico. Isto chega até um ponto de que um prato de quinoa é absorvido com lentidão, outorgando a quem o ingere energia constante, ao longo do tempo. O ácido fólico serve para melhorar o tono vital cerebral.
  • Frutas e verduras de temporada. Como aporte de vitaminas e minerais que permitem manter um estado de saúde ótimo. E é que este grupo de alimentos saudáveis ajudam o teu corpo a desintoxicar melhor, reduzindo a sensação de peso e aportando frescura, sensação de ligeireza e hidratação, graças ao seu elevado conteúdo em vitaminas e fitoquímicos, indispensáveis para o bom funcionamento do organismo.

Outra excelente medida é a de fazer refeições regulares, cada três horas e evitar comidas pesadas que podem provocar mau-estar.

E os alimentos que não são aconselhados para a Astenia Primaveral?

No caso de que pretendas evitar os incómodos sintomas da astenia primaveral, existe uma série de alimentos cuja ingesta deves reduzir ou eliminar. São os seguintes:

  • Café. A cafeína e os estimulantes são alimentos que obrigam ao pâncreas a produzir elevados níveis de insulina, desencadeando um gasto temporal de açúcar demasiado elevado. Lembra que durante um período curto de tempo proporciona vigo e vitalidade. Más depois a sensação decai via sonolência e falta de vitalidade, já que o teu corpo intenta compensar o efeito que produz a cafeína.
  • Bebidas alcoólicas de alta graduação. Um excesso de álcool aporta sensação de letargo, conseguindo entorpecer a agilidade física e mental, prejudicando o sistema cardiovascular, diminuindo a oxigenação celular e, sobre tudo, a celular.
  • Pastelaria industrial. Combinar açúcares, gorduras saturadas e farinhas refinadas, produzem no nosso organismo uma sensação de decaimento, cansaço generalizada, que potencia a falta de tono vital.

causas astenia primaveral

Existem pessoas mais propensas que outras para padecer?

Sim. Pensa que na medida que consideramos que a astenia se produz como consequência de uma dificuldade na adaptação, não tem nada de estranho pensar que sejam as pessoas mais velhas e as crianças os mais propensos para padecer . Com eles, também são susceptíveis aquelas pessoas que tem alguma patologia crónica ou com uma certa debilidade a nível de saúde.

Também devemos falar das pessoas que são vulneráveis neste sentido a aquelas que sofrem de alergia estacional e esta  especialmente intensificados os seus sintomas no começo da primavera, período que apresentam um maior cansaço e a falta de energia.

Como diferenciar de outros transtornos do estado de ânimo

O conjunto de sintomas que descrevemos como astenia primaveral são de carácter leve ou moderado, assim como transitório. Se a intensidade é anormal, a esta associado com outros sintomas físicos ou psíquicos diferentes e uma duração excessiva são suficientes motivos para que consultes com o teu médico, que saberá estabelecer esta diferenciação.

De facto, a astenia pode formar parte da sintomatologia própria de certos estados de ânimo, más também de um grupo de doenças orgânicas muito ampla, algumas delas tão comuns como o hipotiroidismo.

Em resumo, no caso de que notes mais cansado do que o habitual, desmotivado ou se não consegues manter o ritmo de sono, talvez estes sofrendo astenia primaveral. Não obstante, se notas que os sintomas persistem, consulte com o teu médico, já que pode ser outro problema .

Avaliação Astenia Primaveral

O que é - 100%

Sintomas e causas - 99%

Pautas para prevenir - 100%

Suplementos para combater - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Content Protection by DMCA.com
Confira também
Alimentação e Suplementação em Quarentena

Olá a tod@s, neste post falaremos de vários conselhos sobre a Alimentação e Suplementação em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *