Triatlo: guia de início (I)

Triatlo: guia de início (I)

O triathlo requer uma grande força física como mental, devido a sua exigência na prática de desportos, cada um mais duro que o outro.

Estamos numa época ideal para iniciar-se no triatlo, uma actividade desportiva que reúne três desportos de resistência, cada qual mais duro:

    • Natação
    • Ciclismo
    • Corrida

Com o bom tempo, apetece-nos a todos sair a nadar, andar de bicicleta ou correr uns quilómetros ao anoitecer para relaxar a nossa mente depois de um dia de trabalho ou de praia (que também dá stress).

Porquê praticar triatlo: a minha experiência pessoal

Há 5 anos preparei-me para realizar um Ironman, e durante 9 extenuantes meses pratiquei estás 3 modalidades sem parar, orientado pelo grande Josef Ajram consegui acabar o Ironman com um tempo digno para ser o primeiro: 11h:16min.

Desde aquele dia costumo intercalar os pesos com a dedicação a este desporto, já que o triatlo é muito similar aos “ferros” em quanto à constância, ao mesmo tempo que possui uma dose de sacrifício e esforço que nenhuma outra modalidade desportiva possivelmente te ofereça: não só pela frequência e intensidade das sessões de treino, senão porque em muitas ocasiões beijarás o chão (quedas de bicicleta), vão morder-te peixes ao treinar na praia e vais lesionar-te pelas horas de quilómetros de volume no alcatrão.

Mas uma coisa é certa! Vais desfrutar ao máximo em cada prova que participes e ao terminar-la, nada no mundo te poderá dar o mesmo prazer que conseguir finalizar um triatlo, se bem que, quanto mais longo e duro seja o mesmo, mais prazer mental provocará a passagem da linha de meta.

inicio-triatlon

Pautas para iniciar-te no triatlo

Este post está orientado para todos os que querem começar no mundo do triatlo e, desde o meu ponto de vista de aficionado, dar-vos as pautas mais interessantes a ter em conta na hora de pôr-se a treinar esta apaixonante modalidade desportiva:

Equipamento básico

Não é necessário que gastes muito dinheiro, não faz falta ir de “pro”, que vi casos inusitados, gente que compra tudo e mais alguma coisa, já vais gastar bastante nas inscrições das corridas…, assim que vamos ao básico e necessário e compra:

  • Bicicleta de estrada: não faz falta que seja a melhor, de facto para o tri curto não serve, só te deixam usar-la em distância longa e podes comprar encaixes curtos ou longos de acordo com a modalidade. Tens a opção de acudir ao mercado de segunda mão, em Portugal encontram-se descontos incríveis, ou emprestada…
  • Capacete de bicicleta: evidentemente é imprescindível ou não te deixarão participar. A minha recomendação: gasta um bom dinheiro nele, a mi salvou-me de várias quedas duras, assim que o que a tu economia te permita e não o compres de segunda mão, pode vir danificado.
  • Macaco de triatlo: serve para levar debaixo do neoprene, para a bicicleta e para correr, se compras um de 50€ é suficiente.
  • Óculos para nadar: não compres uns baratos, eu afinal comprei até 5 pares por andar à procura do mais barato. Afinal comprei uns com espelho para poder nadar com sol e tudo e custaram 30€.
  • Sapatilhas running: o mais minimalista possível, do teu estilo de pisada, que te durem muitos quilómetros e com atacadores elásticos para calçar sem problemas ao descer da bicicleta e realizar a transição.
  • Sapatilhas para bicicleta: não deves investir muito dinheiro, não vás às de alta gama, compra barato e cómodo, a chave é que não te magoem, assim que podes usar meio número ou um a mais do normal.
  • Neoprene: normalmente não é obrigatório, mas em alguns triatlos pode ser que o seja, podes procurar em segunda mão, por Internet. Eu comprei um barato por internet e está impecável, nem 100€ me custou. Também o poder alugar, mas se te vais dedicar a isto, a longo prazo vai sair-te caro.
  • Cronómetro: com pulsómetro e gps seria o ideal e não necessitas mais gadget. Eu gastei muito em gadgets e agora só uso o Tomtom Runner Cardio, que até tem o pulsómetro no pulso, mas repito, os gadgets não são obrigatórios, ainda assim, são muito interesantes para controlar o teu rendimento e esforço e controlar variáveis que nos evitem treinar em excesso. triatlon-bicicleta

Pratica sem parar

Deves praticar até dominar as três disciplinas antes de começar com um triatlo. Não é o mesmo andar em bicicleta que fazê-lo numa bicicleta de estrada, nem nadar numa piscina que fazê-lo em mar aberto ou num rio, com ou sem neoprene…, assim que pratica o mais similar às corridas. Importante aprender a correr e nadar em grupo.

Nutrição

É vital, como em qualquer desporto, deves tentar equilibrar o conjunto, pesar menos não é tudo, talvez o excesso de músculo sobra e a gordura te ajude a nadar melhor, pois melhora a flutuabilidade, daí que deves procurar um equilíbrio. Segue uma dieta equilibrada evitando gorduras saturadas e açúcares refinados, mete fruta, legumes, arroz e pasta integral, peixe azul, frango, peru, frutos secos, mariscos, peixes… e cozinha principalmente na chapa ou na brasa. Se não tens ninguém que te aconselhe, não estaria mal que te lesses um guia nutricional para principiantes.

Treinos

Procura um programa de treino de 2 e 4 meses de duração para preparar o primeiro tri curto (sempre que domines as três modaliades antes). Com 1 a 2 horas entre semana é suficiente e usa os fins de semana para saídas longas de bicicleta. triatlon-transiciones

Ensaia as transições

Com sapatilhas de bicicleta, descalço, o subir e descer.. tudo requer muita prática, e cada um tem a sua técnica, deixar os ténis da bicicleta postas, tirá-las a andar, calçar-se, despir o neoprene… parece que são disparates, mas requer de destreza e muita prática e que vão conseguir um tempo vital se lhe dás muita frequência.

Triatlos curtos para começar

Quanto mais curto seja, melhor para começar e assim ter boas sensações, ensaiar transições em competição e ganhar segurança para as distâncias mais longas. Se o primeiro que fazes é um meio Ironman, vais sofrer muito, muito, garanto-te. Por isso, um bom ponto de partida são os denominados “Triatlon Sprint”, que são provas similares ao Ironman, mas com distâncias escaladas (mais curtas).

E o mais importante: desfruta do triatlo competindo contra ti próprio, verás como vicia!

 

Avaliação Triatlo: guia de início (I)

Guia de inicio - 100%

Pautas para iniciantes - 100%

Por que praticar Triatlo? - 99%

100%

HSN Evaluação: Nenhuma avaliação ainda!
Content Protection by DMCA.com
Sobre Javier Colomer
Javier Colomer
Baixo o lema “Knowledge Makes Stronger” Javier Colomer expõe a mais clara declaração de intenções para expor os seus conhecimentos e experiência dentro do panorama Fitness. O seu sistema de treino BPT avala isso.
Confira também
Método doggcrapp
Doggcrapp: Método de Treino de Alta Intensidade

Hoje vamos falar de um método de treino de alta intensidade: Doggcrapp. Índice1. Origem2. Princípios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *