Chaves da Vitamina D sobre o rendimento no Basquetebol

Chaves da Vitamina D sobre o rendimento no Basquetebol

Qual é o nível de importância da Vitamina D para o desportista? Afeta o seu rendimento? Pode causar algum tipo de lesão ou défice de vitamina D? Vou tratar de explicar esta questão no artigo seguinte na qualidade de desportista, e particularmente de um desporto indoor, como é o caso do basquetebol, e como deve cuidar os níveis de vitamina D. És desportista? Fica atento às recomendações acerca da vitamina D no basquetebol que aqui te vou dar.

Vitamina D e desporto

A vitamina D é um micronutriente que, apesar de se poder sintetizar na pele a partir da luz solar, é essencial já que não é suficiente para chegar às exigências necessárias.

Défice de sol jogadores basquetebol

Onde jogas basquetebol? No interior ou no exterior? Pode ser essencial no que diz respeito aos teus níveis de Vitamina D.

Também é um micronutriente, além de ser uma pró-hormona. Esta vitamina é lipossolúvel e está dissolvida na parte gorda de alguns alimentos (Ching et al, 2017).

Especialmente no peixe, ovos e lácteos gordos.

Podes consultar todas as propriedades da denominada vitamina solar no post próprio que a HSN tem no seu blog. Acede desde este link.

Por que motivo é a Vitamina D tão importante para o desportista?

Todas as suas funções são consideradas como fundamentais para qualquer pessoa, mas especialmente para os desportistas, pessoas com maiores necessidades nutricionais.

Revê as atividades principais da vitamina D no organismo:

  • A sua função principal é a regulação da homeostase cálcica juntamente com a hormona paratoideia, fundamental para o desenvolvimento ósseo.
  • Além disso, tem outra série de funções na síntese proteica, no sistema imunitário e na redução da resposta inflamatória, funções cardiovasculares, crescimento celular e no sistema nervoso, com o seu efeito neuroprotetor.

Relação com o rendimento desportivo

O défice de vitamina D, como veremos mais adiante, gera situações de baixo ou nulo rendimento, por isso é importante estabelecer uma monitorização correta destes níveis.

Afeta a vitamina D o rendimento do desportista?

Vitamina D para o rendimento do profissional do desporto.

Além de evitar problemas por um déficie de vitamina D, em vários estudos foram encontrados resultados positivos com bons níveis de vitamina D e suplementação com produtos relacionados com esta vitamina.

Por exemplo, num estudo realizado com 61 desportistas, encontrou-se uma correlação positiva entre a melhoria do rendimento muscular em saltos verticais e tempos de sprints de 10 metros; e a suplementação com 5.000 UI de vitamina D durante 8 semanas seguidas (Close et al, 2013).

Num estudo realizado (Hiang et al, 2017), foi ditado que a suplementação com D2 pareceu não ser eficiente na força muscular, mas noutro estudo posterior foram realizadas experiências com vitamina D3 na quantidade de 2.000 UI durante 4 semanas, as quais concluiram que existia a melhoria dos parâmetros da função muscular.

Outro estudo de observação indicou que os desportistas que tinham os níveis mais altos de vitamina associam-se a um menor número de lesões (Todd et al, 2015).

Em estudos realizados exclusivamente para o basquetebol, é atribuido à vitamina D um papel importante no rendimento, já que os participantes com maiores níveis de vitamina D tinham mais probabilidades de ser recrutados pela NBA (Grieshober et al 2018).

Afeta a vitamina D o rendimento do desportista?

Apesar da quantidade de estudos que indicam que a vitamina D pode melhorar o rendimento desportivo, ainda há muito por investigar.

Défice de Vitamina D em desportistas

É um aspeto muito comum entre os desportistas profissionais. De facto, numa meta-análise de mais de 2.300 desportistas, foi apurado que mais de 56% tinham níveis deficitários de vitamina D (Wicinsky et al, 2019).

Como afeta o referido défice no desportista? Pode afetar a função muscular, tempo de recuperação e processos inflamatórios, assim como na relação força-potência (Dahlquist et al, 2015).

Condições geográficas níveis vitamina D

Depende de variáveis como a zona geográfica onde vive o desportista, latitude, horas de sol, horas de exposição solar, contaminção, época do ano, alimentação, cor da pele, etc (Puente et al, 2020).

Neste sentido, existe relação entre o défice de vitamina D e constipações comuns, infeções, gastroenterite, assim como uma elevada incidência em patologias respiratórias (Ksiazek et al 2016).

Níveis recomendados

Não existe consenso entre os investigadores dos níveis de vitamina D para uma saúde ideal (Chiang et al, 2016), apesar de existir consenso que em relação aos níveis se começa a considerar défice e está associado às patologias mais problemáticas.

Quais são os níveis ideais de Vitamina D?

Ilustração 1 Puente et al, 2020.

Os jogadores de basquetebol são os mais afetados?

Como acontece noutros desportos indoor (de baixa ou nula exposição solar), o basquetebol é um dos desportos mais afetados.

Existe um estudo, realizado em 279 jogadores da NBA durante 4 anos, onde os resultados demonstraram que:

  • Em 90 jogadores (32,3%) os níveis eram deficitários. Em 58 jogadores (47%) foram insuficientes e em 58 jogadores (20,8%) tiveram níveis suficientes. Pelo que um total de 221 jogadores (79,3%) manifestaram deficiência ou insuficiência de vitamina D (P.Fishman et al 2016).
Como dado importante e essencial para os desportistas, recordamos que a vitamina D interfere na saúde dos ossos, pelo que um défice no organismo aumenta o risco de fratura (Puente et al 2020), o que pode originar uma lesão desportiva grave.

Estações do ano e vitamina D

Como já referimos, a latitude e a estação do ano afetam os níveis de vitamina D, já que a inclinação da terra e a incidência dos raios solares influem no tipo de exposição solar (Ann R. Webb and Ola Engelsen).

Desportos indoor défice Vitamina D

A quantidade de sol necessária para conseguir uns bons níveis de vitamina D também vai depender das condições atmosféricas e da cor da pele (Terushkin et al 2010).

A variação dos níveis de vitamina D de acordo com a estação do ano vê-se refletida em deportos outdoor, como o futebol.

Um estudo sobre 20 jogadores da Premier League Inglesa residentes na latitude 53°N demonstrou que os níveis de vitamina D diminuiram entre agosto e dezembro, gerando défice nos meses de inverno.

Nestes casos, portanto, a suplementação de vitamina D nos jogadores da Premier League durante os meses de inverno vai ser vantajosa para manter a função muscular, entre outras funções desportivas (Morton et al, 2012).

A vitamina D protege os desportistas de lesões?

Efetivamente, protege-os de distintas lesões, e evita o baixo rendimento. Uns níveis aceitáveis de vitamina D favorecem um bom rendimento. Pelo contrário, a insuficiência e o défice gera diversos problemas e riscos desnecessários nos desportistas.

Suplementos desportivos HSN desporto profissional

Suplementos HSN, conta com a melhor ajuda para o teu rendimento.

Por este motivo, monitorizar os níveis de vitamina D, especialmente antes de começar o inverno, será fundamental para saber se é necessário suplementar com vitamina D.

Suplementos de Vitamina D

Os suplementos de vitamina D passam a ter um papel relevante para os desportistas nos meses de inverno.

Como podem tomar estes suplementos de vitamina D? O formato mais cómodo é o das pérolas, em relação às gotas ou cápsulas.

E o tipo? O colecalciferol (D3) é melhor relativamente à forma ergocalciferol (D2).

Vitamina D3 Vegan EssentialSeries HSN

Escolhe entre as opções de Vitamina D que te oferece o catálogo da HSN.

No caso do suplemento da HSN em pérolas: Vitamina D3 4.000 UI, vem acompanhada de óleos ricos em PUFAs (ácidos gordos polinsaturados). Trata-se de um suplemento com uma qualidade nutricional elevada, acompanhado destas gorduras, o que melhora a absorção da vitamina lipossolúvel.

E qual a quantidade a tomar? A dose de uma pérola de 4.000 UI por dia é a recomendada, especialmente durante os meses de inverno e durante toda a temporada para desportos indoor.

Tanto o plantel masculino com o feminino da Movistar Estudiantes utiliza este produto, também disponível na opção vegan, para terem uns níveis ideais de Vitamina D, com o objetivo de obter os melhores resultados desportivos.

Fontes bibliográficas

Links relacionados que não deves deixar de visitar:

  • Entra para conhecer mais sobre os níveis de vitamina D e o rendimento no mundo do desporto.
  • Sabes qual é a nutrição correta de um jogador de basquetebol profissional? Lê este post na íntegra desde o interior do balneário do Movistar Estudiantes…
  • …e também todos os suplementos desportivos da HSN que utilizam os profissionais da bola laranja, clique aqui.
Avaliação Importância Vitamina D no Basquetebol

Desportistas - 100%

Rendimento Desportivo - 100%

Desportos Indoor - 100%

Suplementação Vitamina D - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Content Protection by DMCA.com
Sobre Alfonso Romero
Alfonso Romero
Alfonso Romero, nutricionista de Movistar Estudiantes.
Confira também
Guia de treino extremo
Guia de Treino de Basquetebol por Posições Extremos

O extremo, vulgarmente designado em Espanha (alero), avançado, em países hispanoamericanos; small forward, nos países …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *