Kelp: um suplemento para o teu metabolismo

Kelp: um suplemento para o teu metabolismo

Muitos são aqueles que consideram que o kelp é um supernutriente, enquanto que outros perguntam até que ponto é necessário tê-lo na despensa. Simplesmente é uma alga da moda, ou é verdade que tem essas propriedades antioxidantes e anticancerígenas que lhe são atribuídas?

Do kelp podemos dizer que é algo assim como um presente do mar, uma alga pertencente à familia Fucaceae que possui numerosas vitaminas e, em especial, as do grupo B, essenciais para a regeneração do organismo. Vamos ver a seguir essas características e saber mais sobre ela.

O que é o Kelp?

O que é a alga Kelp?

As algas kelp, que na Europa é conhecida como ‘Algivit’ crescem em zonas pouco profundas do litoral da Patagónia e têm uma cor parda, de estrutura plana e alongada. São uma fonte de iodo natural.

É consumida em abundância em países asiáticos, como na China e no Japão, nos quais existe grande tradição de incluir algas na sua dieta, com o objetivo de a fazer mais saudável e vital.

Cresce cerca da superfície do mar, lugar onde absorve a luz do sol que necessita para realizar a fotosíntese, o que lhe confere o seu característico cor esverdeado. Devido à sua forma, também é conohecido como laminária.

Para que serve o Kelp?

Se tivéssemos que definir a que sabem as algas kelp, podemos dizer que sabem a mar, o que se deve ao seu elevado conteúdo em vitaminas e minerais, como o iodo, (que regula a glândula tiróide) e o cálcio, (que ajuda a conseguir uns ossos fortes), assim como oligoelementos e outra série de nutrientes, como a fibra, perfeita para fazer face à prisão de ventre e manter o corpo livre de toxinas e substâncias nocivas.

Quais são as suas propriedades?

A variada composição de kelp inclui 30 minerais e é rica em iodo, cálcio, silício e sulfatos. Em qualquer caso, vamos por partes…

Conhece o Kelp

Hidratos de baixo índice glicémico

Apesar de fornecerem um maior número de hidratos de carbono que de proteína (em concreto 8,3 gramas de hidratos e 1,6 g de proteínas por 100 gramas), estes são de baixo índice glicémico, pelo que evitam os picos de açúcar no sangue.

Além do mais, a proteína contida nesta alga é vegetal e de alto valor biológico, o que se traduz em que é rica em aminoácidos essenciais.

Minerais

Já indicámos que são fonte de potássio, ferro e magnésio, mas também de iodo e cálcio, aos que há a somar sódio, fósforo, cobre, zinco, manganésio, boro e cloro.

Relativamente ao iodo, é um mineral determinante para controlar a glândula da tiróide, questão que vamos abordar um pouco mais adiante, mas além de ser fundamental para o adequado funcionamento do sistema nervoso e do cérebro, hidratando a pele e evitando que apareçam rugas. E a sua elevada concentração em cálcio ajuda a fortalecer os ossos, pelo que tomar algas kelp é uma boa medida na etapa da menopausa.

Vitaminas

Cheias de vitaminas. Assim são as kelp. Entre o vasto catálogo das que inclui, encontra-se a vitamina A, C, D, E, K e do complexo B. Isto justifica que proteja os órgãos e a pele do ataque dos radicais livres, fazendo face à oxidação celular, à formação de manchas e ao desenvolvimento de alterações no ADN celular. Inclusivamente há certas fontes que apontam a que as mulheres japonesas podem sofrer menos de cancro do ovário, endométrio e mama, como consequência da toma deste vegetal marinho.

Fibra

A sua elevada concentração em alginato, ajuda a regular o trânsito intestinal, dando solução a problemas de prisão de ventre quando é incluída na dieta. Talvez já te tenha acontecido em alguma ocasião que, quando fazes dirta para emagrecer, tomas menos gorduras e vais menos à casa de banho. Quando isto te acontecer, as algas algivit podem ser uma boa ajuda.

Água

O seu elevado conteúdo em água é semelhante ao do ananás ou da alcachofra, pelo que estas algas são consideradas como um diurético natural, ajudando ao funcionamento ideal dos rins, depurando o organismo de substancias tóxicas, limpando e purificando as artérias.

Tais elementos são essenciais para a saúde, fazendo parte dos ossos, músculos, dentes, sangue, células nervosas e tecidos brancos, e também exercem de catalizadores de diversas reações do organismo, sendo determinantes para a produção de hormonas.

A alta concentração de Kelp em micronutrientes, fazem dela uma substância do mais recomendável para quem apresenta algum tipo de carência, pelo que cada dia mais pessoas a consideram como uma opção nutritiva a considerar.

Como tomar Kelp

Os benefícios do Kelp

Aquilo que por ora nos ocupa é uma alga que não apenas beneficia a vida marinha, mas também que tem sido um alimento para o homem desde tempos imemoriais, e que também o seu uso comum em países orientais, desde os quais se estenderam até ao ocidente por causa dos seus efeitos benéficos para o organismo.

Toma nota das principais propriedades do kelp!

  • Excelente fonte de minerais (principalmente cálcio e iodo) e oligoelementos
  • Controla o colesterol
  • Contribui para combater o stress e a fadiga
  • Ajuda a controlar o peso, melhorando o nosso metabolismo
  • Limpa e purifica as artérias
  • Contribui para combater o bócio dada a sua riqueza em cálcio
  • Limpa e purifica as artérias
  • Regula o funcionamento da glândula tiróide
  • É eficaz como emplastro, para tratar o acne e os pontos negros
  • Reduz as flatulências
  • Protege contra os efeitos das radiações e dos metais pesados
  • É rica em fibra, pelo que combatem a prisão de ventre

Para que é indicado?

Este extraordinário suplemento alimentar baseia-se no efeito combinado dos minerais, aminoácidos e vitaminas e já deu sinais de ter efeitos muito positivos nos transtornos metabólicos que a seguir se indicam:

  • Artrite
  • Cãimbras
  • Reumatismo
  • Depressões
  • Stress
  • Fadiga
  • Alopécia
  • Constipação comum
  • Unhas quebradiças
  • Psoriase
  • Anemia
  • Esterilidade prematura

Tens colesterol alto? O kelp também se pode posicionar a teu lado, já que ajuda a reduzir os seus níveis, bloqueando a absorção do ácido bílico.

Relativamente ao seu efeito diurético, resulta muito benéfico para a bexiga irritada, ajudando a eliminar as bactérias daninhas, reduzindo a retenção de líquidos.

Esta alga ajuda a reduzir a inflamação dos tecidos, aliviando e mitigando os sintomas do reumatismo e da artrite reumatóide. Além disso, possui um campo de ação que reduz os problemas derivados da hiperplasia benigna da próstata em homens. Do mesmo modo, é utilizada para fortalecer as unhas e prevenir a perda e regenerar o cabelo quando o folículo estiver vivo.

Quais são os benefícios que tem o kelp na tiróide?

Kelp e tiróide

Sabes aqueles casos nos quais uma pessoa tenta perder peso por todos os meios e formas, seguindo uma dieta rigorosa e praticando exercício regularmente sem o conseguir? A chave pode estar em que se possa padecer de hipotiroidismo ou baixa atividade da glândula tiróide.

No apartado da sua sintomatologia e devido à sua irregularidade, certamente vai aparecer fadiga, esquecimentos e inclusivamente falta de concentração, falta de apetite sexual, impotência, irritabilidade e agravamento da saúde do cabelo, unhas e/ou dentes.

Não é por acaso que aproximadamente 80% de todo o iodo no organismo está localizado na tiróide e a sua falta acarreta muitas vezes consequências consideráveis para o organismo e, por último, para a saúde.

Por sorte, um dos maiores benefícios do consumo de algivit é a ajuda no tratamento da função da tiróide. Em particular, combate o hipotiroidismo e otimiza o metabolismo.

O ideal é tomar o mineral iodo a partir de uma fonte tão livre e pura de contaminantes como é o Kelp, normalizando assim esta situação e voltando a ativar a tiróide. Consumir este mineral é uma estupenda alternativa ao consumo de sal, principalmente para aquelas pessoas que sofrem pressão arterial alta e têm de reduzir o consumo de sódio.

Consulta aqui sobre como regular a glândula tiróide a partir da prática do exercício.

Uma ajuda para emagrecer

A alga kelp é também uma extraordinária ajuda no momento de tentar lutar contra o excesso de peso, dado que, além de ser baixa em gorduras e calorias, retarda a absorção das gorduras no intestino, dado que possui esse poder natural.

Na medida que contém uma fibra natural denominada alginato, os investigadores estudaram quais são as possíveis propriedades de algivit para o bloqueio da absorção de gorduras. Neste sentido, existem numerosos estudos que sugerem a possibilidade de possa deter a absorção de gorduras no intestino em 75%.

Com o objetivo de aproveitar os benefícios do alginato, não percas a oportunidade de os adicionar em alimentos tão comuns como o iogurte e o pão.

Kelp e mulher

Ideal para a mulher

Se és mulher, o kelp pode converter-se num dos teus alimentos de referência, pois a sua concentração em ferro, potássio e cálcio faz dele um candidato ideal para te ajudar em períodos exigentes, como a menstruação, a gravidez e o pós-parto.

Como se não bastasse, contém uma generosa quantidade de ácido fólico, uma vitamina imprescindível para o correto desenvolvimento do feto nas primeiras semanas de gravidez.

Estes são os nutrientes e suplementos que não podem faltar durante a gravidez.

Para o cuidado da pele

A todos nos preocupa o estado da nossa pele e, em especial, da do rosto, a nossa principal carta de apresentação. Pois bem, e se te dissermos que algivit pode prevenir muito cedo a perda de elasticidade graças às suas propriedades antioxidantes?

A sua concentração em minerais, tais como cálcio, magnésio e flúor, juntamente às vitaminas A, C e E, são a chave para ter uma pele radiante. Como? Graças à regeneração e reparação das células que fazem parte do tecido tópico.

Com kelp vais poder ter uma pele com textura firme que te vai permiter ter um aspeto mais jovem durante um período prolongado. Renova, para melhor, o teu aspeto!

Como tomar o Kelp?

A forma em que se deve tomar kelp, vai depender do formato de suplemento que escolheres:

  • Se a escolheres em pó, vais poder substituir com ela o sal comum, deitando-a sobre as refeições
  • Em cápsulas, opta por tomar um comprimido com o pequeno-almoço e outro com a refeição principal
  • Se a consumires fresca, podes adicioná-la a saladas, batidos e molhos (o seu sabor é salgado e intenso)

Mas, e se optares por consumi-la em forma de esparguete? É uma variedade nutritiva e divertida!

A dose diária recomendada em virtude das investigações realizadas situam-se em 4,600 mg de Ascophyllum nodosum.

Qual é o suplemento de kelp a escolher?

Como escolher suplementos de Algavit?

Os suplementos de kelp que são comercializados são compostos basicamente por dois tipos de espécies destas algas marinhas:

  • Laminária digitata, y
  • Ascophyllum nodosum

A última destas espécies é um género de algas que tem uma notável percentagem em ácido algínico (20-26%), fora o iodo que já indicámos, de aproximadamente de 1200mg por kg de alga seca.

Kelp em pó da EssentialSeries

Kelp em Pó da EssentialSeries.

Fora isso, contém outros componentes chamados florotaninos e ascophyllan, sendo o segundo em que apresenta um repertório de propriedades imunoestimulantes capazes de atuar como agentes antivirais e fazer face a infeções.

Da mesma forma estamos perante um antinflamatório natural!

No vasto catálogo de suplementos da HSN, vais poder encontrar os melhores suplementos de Kelp, consistentes em fórmulas concentradas no estado natural (cálcio, iodo e sódio).

Quais são os seus efeitos secundários?

Não caias no erro de pensar que as substâncias naturais não podem provocar efeitos secundários, mas é certo que em muitas ocasões a maioria destes deriva de um consumo desadequado.

Toma nota dos seguintes efeitos secundários do kelp!

  • O excesso de iodo pode dar lugar a um desequilíbrio da tiróide.
  • A excesso de iodo conduz a um aumento do acne.
  • Se estas algas forem recolidas numa zona contaminada, podem apresentar toxicidade em arsénico, uma substância que, sempre que se tome em quantidades demasiado elevadas, pode chegar a ser letal. De aí a importância de as adquirir através de uma marca de confiança.
  • Tem atenção e comprova que não és alérgico a nenhum dos seus componentes antes de começar a tomar o suplemento. Noentanto, e se depois de a consumires notas alguma reação alérgica, deves imediatamente deixar de tomar.
  • As algivit são um anticoagulante e, como tal, não as deves tomar juntamente com aspirinas ou com qualquer outro fármaco destinado a reduzir a pressão arterial.

As algas kelp levam o melhor do mar à tua mesa, não renuncies a elas!

Avaliação Kelp

Melhoria da firmeza e textura da pele - 92%

Fortalecimento do cabelo - 95%

Fortalecimento das unhas - 88%

Redução da fatiga diária - 96%

Melhora a pressão sanguínea - 97%

Regulação do tiroides - 100%

Melhora do estado de ánimo - 97%

Redução dores da artrite - 92%

95%

HSN Evaluação: 5 /5
Content Protection by DMCA.com
Sobre David Diaz Gil
David Diaz Gil
Em cada um dos geniais artigos, está depositada a essência da experiência além do rigor científico, como assim acreditam a David Díaz Gil.
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.