Conselhos para escolher sapatilhas de correr

Conselhos para escolher sapatilhas de correr

Analisamos os conselhos para escolher sapatilhas de correr!

Como já sabemos, o comportamento do pé num exercício tão biológico como correr é muito importante, já que é a única base de apoio e de transferência de forças para o terreno onde nos deslocamos.

Portanto, é necessário que o calçado que utilizamos seja o mais apropriado e se molde bem às nossas necessidades

As sapatilhas não são corretivas… mas ajudam

Talvez seja de maior importância que a nossa eleição se oriente mais para o conforto e o terreno sobre o que costumamos correr, do que o nosso próprio pisar.

E digo isto porque se as posições das nossas articulações e estruturas principais, pés, joelhos, ancas, caixa torácica e sistema escapular estão inter-relacionadas entre si, no momento em que qualquer uma entre em disfunção produzida por qualquer compensação funcional, esta vai interferir na posição e função das demais.

Tipo de pisadas

Com isto não quero dizer que no momento não devamos ter em conta se somos pronadores ou supinadores no momento de as escolher, mas sim saber que a causa dessa inclinação no pé provavelmente é dada por alguma compensação muscular e/ou estrutural, que faça com que se modifique a dita inclinação.

Tipo pisada

É por isto que não devemos pensar que uma sapatilha perfeitamente adaptada à nossa pisada vai livrar-nos de futuras possíveis lesões, mesmo que pelo menos se minimize o risco de as poder sofrer

Na minha opinião, não faz sentido que, de maneira geral, a natureza origine essas ‘falhas’ na anatomia humana, é por isso que se te acontece, inclusivamente de nascimento, é porque existe alguma alteração de outras estruturas músculo-esqueléticas

Que devemos ter em conta no momento de escolher as nossas sapatilhas?

Uma coisa é certa, e é que se viemos a este mundo sem nada nos pés, quer dizer que estão preparados para funcionar tal e qual, o que não significa que para nos adaptar ao nosso estilo de vida, os protejamos dentro de uma sapatilha, evidentemente.

O problema vem quando começamos a retirar do contexto a natureza morfológica da sua estrutura usando sapatilhas, as quais não nos oferecem em absoluto a ergonomia de que necessitamos:

Entendemos por ergonomia o desenho de ferramentas de modo que coincidam com as características fisiológicas, anatómicas, psicológicas e as capacidades do utilizador

Um exemplo claro é que, se de maneira natural não nos cresce um salto no calcanhar, não se entende a necessidade de adquirir umas sapatilhas que tenham uma sola mais alta na parte traseira comparando à parte da frente, provocando de maneira direta que o nosso centro de gravidade se desloque para a frente, algo antinatural.

Atenção – seguramente há gente que necessita dessa inclinação, porque se sentem mais cómodos na hora de correr e/ou lhes evita certas moléstias nas articulações, mas ao fim e ao cabo, é acomodar as disfunções para não sofrer dor

Pisada neutra

Apesar de todos, em maior ou menor medida, sofrermos de diferentes alterações funcionais, e isto traduz-se em formas diferentes de correr, o que não significa que tenha que ser assim já que todos somos da mesma espécie e formados com as mesmas peças.

Correr

Por isso acho importante que mesmo que adaptemos as sapatilhas às nossas necessidades particulares anatómicas, a tendência com o tempo seja a neutralidade

Se isto leva a realizar um trabalho à parte para corrigir essas disfunções, então muito melhor, também vamos ganhar em técnica e rendimento

Escolhe as sapatilhas de acordo com as tuas necessidades

Regressando ao tema em questão, em geral sempre nos fixamos em que seja um desenho atraente, de uma marca famosa, e em muitos casos que esteja na moda, sem importar se gastamos muito ou não. E isto não é mau, mas no fim de contas compramos as sapatilhas para uma finalidade específica e queremos que cumpram corretamente com a sua função e nos façam desfrutar daquilo que gostamos:

correr.

Deixo uns bons conselhos para ter em conta na hora de as escolher

Conselhos para comprar sapatilhas de correr

Vai a uma loja especializada

Os funcionários estão bem informados e podem ser uma grande ajuda e aconselhar-te de acordo com as tuas características anatómicas e as tuas necessidades particulares

Um bom perito vai observar a forma dos teus pés e vai ter em conta algumas características, como o teu peso, que superfície utilizas para correr e quantos quilómetros realizas por semana.

Sapatilhas de correr modelos

Não hesites em experimentar vários modelos, inclusivamente de diferentes marcas, até que encontres aquele modelo que te pareça mais cómodo

Com estas premissas, o funcionário vai poder aconselhar-te qual o modelo no que diz respeito a estabilidade, amortecimento, flexibilidade e peso da sapatilha, tendo em conta que, quanto maior for o grau de proteção, maior é o peso

Não devem ficar nem muito justas nem demasiado largas

Deve sobrar-te meio centímetro entre o dedo mais comprido e a ponta

Se a ponta da sapatilha fica demasiado estreita, os dedos vão ficar comprimidos, dando lugar a problemas de unhas, falta de estabilidade, sobre-aquecimento, etc. Se, pelo contrário, a ponteira fica demasiado folgada, podem aparecer bolhas.

Não te esqueças de que todas as sapatilhas são fabricadas em série, e por vezes os pés não se ajustam às medidas standard.

Pés

Por isso deves ter paciência e, mesmo que tenhas os pés muito largos ou uma ponte muito pronunciada, sempre vai haver umas sapatilhas à tua medida

Caminha com elas pela loja para poder perceber se te sentes cómodo e se as sapatilhas têm alguma peça ou defeito que possa incomodar

O calçado tem sempre de ser experimentado nos dois pés

Porque há sempre um maior que o outro

Se os teus pés têm tamanhos diferentes, deves guiar-te sempre pela medida do pé maior e se a sapatilha do outro pé não fica justa, pode-se sempre recorrer ao uso de palmilhas (não sou partidário, mas, enfim) ou a uma meia mais grossa.

Nunca te deixes influenciar pela marca das sapatilhas nem pelo desenho já que deves apenas escolher as que melhor se adaptem às tuas necessidades

Escolhe o tipo de aperto adequado

Dependendo da altura da parte superior do calçado será melhor um tipo de aperto com atacador ou outro: em escada, cruzados por fora, cruzados por dentro, deixando alguns ilhós, de maneira que as sapatilhas para correr se ajustem adequadamente ao pé, sem nos causar pressões indevidas.

Apertar cordoes sapatilhas de correr

Se usas sapatilhas com bastante inclinação, tenta que, com o tempo e de maneira progressiva, te vás adaptando a umas com a sola cada vez mais plana, sem diferença de altura entre a ponta e o calcanhar

Esperamos que estes conselhos vos ajudem a encontrar as sapatilhas que melhor se adaptem às circunstâncias de cada um e que nada interrompa a vossa corrida!

Entradas Relacionadas

Avaliação Conselhos para comprar Sapatilhas de Correr

Loja especializada - 100%

Experimentar em ambos os pés - 100%

Ajuste ótimo - 100%

Aperto Atacador - 100%

100%

HSN Evaluação: 4 /5
Content Protection by DMCA.com
Sobre Carlos Sánchez
Carlos Sánchez
Carlos Sánchez é um apaixonado da nutrição e do desporto. Diplomado em Nutrição Humana e Dietética, sempre procura dar um sentido prático e aplicável nas diferentes teorias.
Confira também
Fartlek O que é, Tipos e Como Realizar
Fartlek: O que é, Tipos e Como Realizar

Digo-vos de forma detalhada o que é o treino do tipo Fartlek, como fazê-lo, benefícios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *