Como é que o teu corpo queima gordura?

Como é que o teu corpo queima gordura?

Já te perguntaste a ti mesmo como trabalha o teu corpo para eliminar a gordura (beta-oxidação)? 

No meu último artigo falei do papel dos adreno-recetores sobre a lipólise. 

No referido artigo expliquei o processo mediante o qual os triacilglicéridos armazenados no adipócito são hidrolisados numa molécula de glicerol e três moléculas de ácidos gordos, os quais têm a capacidade de difundir à corrente sanguínea para ser utilizados como energia.

Processo

Como Queimar Gordua e Manter a Massa Muscular?

Mas… depois de chegarem à corrente sanguínea, como podemos oxidar esses ácidos gordos para evitar que voltem a acumular-se em forma de gordura? Bem, isso é o que vamos tratar neste artigo.

Lipólise e Libertação de Ácidos Gordos no Sangue

Os ácidos gordos procedentes da hidrólise de triacilglicéridos são vertidos na corrente sanguínea, pelo se tornam “potencialmente disponíveis” para a sua utilização como fonte energética e desta forma “queimar gordura”.

Lipolise

Quando realizamos exercício físico, especialmente de baixa intensidade, a fonte energética predominante são esses ácidos gordos que entraram nas células, na matriz do orgânulo chamado “mitocôndria”, que podemos considerar como o nosso “forno metabólico” onde os ácidos gordos são oxidados depois de passar por diversas etapas.

Entrada de Ácidos Gordos na Célula

Quando os ácidos gordos entram na célula, não podem aceder à mitocôndria, pelo que sofrem um processo de ativação mediante o qual são transformados em Acil-CoA gordos que já têm a capacidade de atravessar a membrana mitocondrial graças a um mecanismo “lançador” e ao transportador “Carnitina”.

Daí que o consumo de L-Carnitina em pessoas com concentrações pobres neste transportador possa aumentar a entrada de ácidos gordos na mitocôndria onde vão ser oxidados.

ácidos gordos

O Processo de Beta-Oxidação

Uma vez aí, estes ácidos gordos sofrem um processo conhecido como beta-oxidação.

Este processo é um mecanismo catabólico no qual várias enzimas vão atuando sobre os produtos resultantes da atividade de uma enzimática anterior e assim consecutivamente, dando resultado a um total de 4 processos (Desidrogenação por FAD→Hidratação→Desidrogenação por NAD+→Tirólise) e gerando no fim de estes:

  • Uma molécula de NADH+H e uma molécula de FADH2; que vão ser transportadas até à cadeia transportadora de electrões onde vão produzir ATP (recordemos que ATP é a moeda energética do organismo)
  • Uma molécula de Acetil-CoA, que vai entrar no ciclo de Krebs para produzir ATP.
  • Uma molécula de Acil-CoA (como aquela que entrou na mitocôndria ao princípio), com dois átomos de carbono menor, que vai voltar a entrar na beta-oxidação até que esta molécula seja reduzida totalmente a Acetil-CoA. O número de voltas que vão dar até à sua completa redução vai depender do tipo de ácido gordo oxidado e ao comprimento da sua cadeia de carbonos.

Beta Oxidação

Conheces os Efeitos da Higenamina para a Perda de Gordura?

O Ciclo de Krebs e a Cadeia de Transporte de Electrões

As moléculas de Acetil-CoA são submetidas a um novo processo catabólico conhecido como “ciclo de Krebs”.

Neste ciclo, a molécula de Acetil-CoA, neste caso procedente da beta-oxidação de ácidos gordos, é submetida a um processo enzimático, semelhante ao anterior, desta vez, num total de 10 reações enzimáticas que vão produzir uma reação resultante em:

2Co2, CoA, 3 NADH+3H++GTP+FADH2 (por cada molécula de Acetil-CoA)

Krebs

As moléculas de NADH+H+ e FADH2 vão voltar a ser transportadas, como as resultantes da beta-oxidação onde vão ser oxidadas para obter ATP.

Moleculas

Como resultado, por cada molécula de Acetil-CoA que entra no ciclo de Krebs, obtêm-se 18 moléculas de ATP tendo em conta o ATP obtido na cadeia transportadora de electrões, mais 4 moléculas de ATP das moléculas transportadas à cadeia transportadora de electrões procedente da beta-oxidação.

Um total de 22 ATPs, menos o consumo de ATP produzido para a ativação de ácidos gordos que permitem a sua entrada na mitocôndria.

Faz click em seguida se queres saber mais acerca do ATP e Como Funcionam os Sistemas Energéticos

Para levar para casa

O exercício físico estimula a utilização como energia destes ácidos gordos libertados do adipócito à corrente sanguínea, ao necessitar ATP para funcionar, depois de compreendido isto entenderemos o processo completo pelo qual o organismo “queima gordura” pela via normal e primária.

Entradas Relacionadas

Avaliação Como é que o teu corpo queima gordura

O que é a lipólise - 100%

Beta-oxidação - 100%

Ciclo de Krebs - 100%

Recomendações - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Content Protection by DMCA.com
Sobre Alfredo Valdés
Alfredo Valdés
Especialista e treino de fisiopatologia metabólica e nos efeitos biomoleculares da alimentação e o exercício físico, com os seus artigos, vai levar-te no complexo mundo da nutrição desportiva e clínica, de forma simples e desde uma perspectiva crítica.
Confira também
Alimentos Saudáveis para Aumentar a tua Energia
Alimentos Saudáveis para Aumentar a tua Energia

Neste post de hoje vamos mostrar os alimentos para aumentar energia, além de uns simples …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *