Glicina e o seu Efeito sobre a Hormona do Crescimento

Glicina e o seu Efeito sobre a Hormona do Crescimento

A Glicina é um aminoácido com propriedades como potenciador da Hormona do Crescimento de forma natural.

O que é a Hormona do Crescimento

A hormona do crescimento é uma neuro-hormona segregada pela nossa glândula pituitária em resposta a um estímulo químico enviado pelo nosso hipotálamo em forma de neuro-hormona GHRH.

Hipotálamo

Figura I. Mecanismo simplificado de síntese da hormona do crescimento.

Ao longo da vida, o nosso corpo vai sofrendo mudanças no perfil da secreção da hormona do crescimento, as crianças e jovens adultos são aquelas pessoas que possuem pulsos mais intensos da hormona do crescimento, especialmente durante as horas de sono.

Padrão ciclos 24g hgh

Figura II. Padrão de secreção da hormona do crescimento em 24 horas em jovens e idosos (em cima e em baixo, respetivamente), mulheres e homens (esquerda e direita, respectivamente).

Com o passar dos anos, a produção da hormona do crescimento diminui, o que foi associado a:

  • Perdas da massa muscular e óssea (osteo-sarcopenia).
  • Aumento da gordura visceral.
  • Diminção da função motora.
  • Alterações cognitivas (tais como problemas de concentração e memória).
  • Transtornos do sono (que por eu lado afetam negativamente a produção endógena da hormona do crescimento).

Stallone

Figura III. Sylverster Stallone, ator do qual se fala vai a uma clínica anti-aging para utilizar hormona do crescimento a fim de fazer face aos efeitos do envelhecimento.

Por isso, a hormona do crescimento não apenas foi considerada uma hormona anabólica e lipotrópica, mas também uma autêntica hormona “antiaging” que atualmente está a ser muito utilizada em clínicas americanas por figuras públicas que todos conhecemos.

Glicina e hormona do crescimento, existe relação?

A relação entre a hormona do crescimento e as grandes concentrações de aminoácidos foi demonstrada em numerosas ocasiões.

Aqueles aminoácidos que apresentam mais capacidade de permeabilizar a barreira do sangue que reveste e protege o nosso cérebro parecem ter a capacidade de induzir uma forte resposta na glândula pituitária para segregar um pulso da hormona do crescimento, mas desconhecemos os mecanismos através dos quais o faz (Chromiak e José Antonio, 2002).

Já referi em este artigo sobre a resposta de outro aminoácido, a ornitina, sobre a produção natural da hormona do crescimento.

Podemos dizer, portanto, que existem aminoácidos com capacidade de atuar como secretagogos da hormona do crescimento de forma natural.

Influência da Glicina na GH

Os primeiros estudos que avaliaram os efeitos da glicina na secreção da hormona do crescimento foram ensaios in vitro e em modelos animais, que mostraram resultados prometedores, aproximadamente na década dos 60 e dos 70.

Nos finais dos anos 70, começou a experimentar-se em humanos, depois de comprovar que existia uma grande segurança ao utilizar glicina para induzir um pulso da hormona do crescimento.

Investigou-se a resposta da pituitária à exposição de glicina administrada por infusão intravenosa, ou seja, injetada.

Os resultados eram de acordo com o observado em modelos animais.

Gráfico

Figura IV. Curva de secreção da hormona do crescimento depois de administrar 4, 8 e 12g de glicina IV.

epois da administraçaõ de glicina, a hormona do crescimento alcançava um pico de concentração perto dos 90 minutos, e a resposta era dose-dependente.

12g exerceram mais efeitos que 8g e estes que 4g.

A glicina também é um aminoácido ao que a pituitária responde, aumentando a produção da hormona do crescimento.

Mas… Isto pode ser alcançado mediante o consumo oral, não intravenoso?

Glicina em pó e Hormona do Crescimento

Em 1978, Kasai et al- demostraram que a administração de 22g de glicina por via oral aumentava as concentrações da hormona do crescimento até 264% passados 120 minutos, muito semelhante à concentração pico dos estudos com administração intravenosa.

Gráfico glicina

Figura V. Curva de secreção da hormona do crescimento depois de administrar glicina numa concentração de 0,3M em 250ml de água por via oral.

Os autores mostraram que apesar de que as concentrações da hormona do crescimento aumentaram quase o triplo (pulso de secreção), nem os índices de resistência à insulina nem a secreção de prolactina (hormona segregada na mesma glândula) sofreram variações significativas.

Demonstrando portanto que o uso de glicina resultava seguro e efetivo para aumentar a produçaõ natural da hormona do crescimento em humanos saudáveis.

Algo que juntamente com os efeitos positivos deste aminoácido sobre a qualidade do sono fazem com que a sua utilização antes de dormir para melhorar a secreção noturna de GH seja uma grande ideia, especialmente em pessoas adultas a partir dos vinte e muitos, quando as nossas concentrações começam a diminuir significativamente.

Gráfico Growth hormone decline

Figura VI. Diminuição da produção natural da hormona do crescimento ao longo da vida.

Não te esqueças de ver a nossa Glicina em pó para aproveitares estes benefícios!

Fontes Bibliográficas

Entradas Relacionadas

Avaliação Glicina e Hormona do Crescimento

Estudos - 100%

Administração oral - 100%

Efeitos - 100%

Suplementos - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Content Protection by DMCA.com
Sobre Alfredo Valdés
Alfredo Valdés
É especialista em treino de fisiopatologia metabólica e nos efeitos biomoleculares da alimentação e do exercício físico.
Confira também
teanina stress
L-Teanina: Descobre o aminoácido para combater o stress

É provável que tenhas ouvido falar da teanina como um relaxante fora de serie, os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.